Sexta-feira, 20 de Fevereiro de 2009

QUERIA RIMAR

 

 

Disseste-me que me querias ajudar a sarar a ferida, disse-te que não queria a tua ajuda e sei... não o disseste, mas sei que não gostaste...quis pedir-te desculpa mas não pedi porque sinceramente não sei do que te iria pedir desculpa...

Quis que me compreendesses, mas também sei que eu talvez não me tenha expressado bem, talvez eu não me tenha sequer expressado (nem mal nem bem)... por isso espero que leias isto, POR-FAVOR LÊ ISTO...

não quero a tua ajuda

não quero acreditar que gostas mesmo de mim

não me quero magoar (já outra vez),

 

sim, estive em baixo,

sim, ainda não sorrio como antes

mas talvez não haja antes agora ou depois

e se calhar somos momento a momento

e por isso nunca iguais...

 

mas não quero a tua ajuda

porque não me quero agarrar a ti

como não me quero agarrar a ninguém...

porque quanto mais nos agarramos a alguém

mais esse alguém terá oportunidades de nos magoar

 

desculpa

desculpa

desculpa

desculpa

desculpa

desculpa

e tantas outras vezes que não cabem neste papel desculpa

mas não gosto de moletas

não quero gostar de moletas

nunca tive moletas

não quero ter moletas

quero cair e aprender a erguer-me sozinha

(porque quero acreditar que gostas mesmo de mim,

por pouquinho que seja, quero mesmo acreditar que gostas de mim...

e por isso não te quero a ajudar-me a levantar

porque quando me levantar podes ter muitas mais coisas para fazer do que gostar de mim

e quero-te chorar quando isso acontecer

mas quero chorar-te de mansinho

quero chorar-te saída do buraco de mim para mim

mas chorar-te nesse buraco novamente...

porque gosto de ti,

por pouquinho que seja,

gosto de ti)

 

Se não leres isto, não me lês... porque eu não sou propriamente um corpo, o meu rosto também é estranho... o meu nome, é meu e de tantos... eu não sou um livro... mas quero ser a palavra "vida"... seja em que sentido for... e por isso... se não me leres nas linhas e entrelinhas...

não vais nunca entender as minhas palavras (já que raramante falo), nunca entenderás os meus gestos (das raras vezes em que ganho força e\ou coragem para agir)

se não leres isto, posso ter-te magoado imenso e nunca saberás que automaticamente me magoei a mim... porque verbalmente nunca usarei as palavras que gostarias de ouvir e nunca agirei conforme as tuas apaixonadas expectativas

...porque eu sou um erro... mas gostava imenso que me guardasses pequeno erro, eterno erro na tua memória, na tua vida...


publicado por uriel_arcanjo às 11:16
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 2 seguidores

.pesquisar

 

.Abril 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. dias

. GOOD BYE

. GOING ON

. ...

. ...

. ...

. LIMBO_DARK ANGEL

. RETRATO FERNANDO PESSOA

. PERSPECTIVAS

. LUAR

.arquivos

. Abril 2011

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

.tags

. todas as tags

.favoritos

. Entre canibais

. my little sweet love

.participar

. participe neste blog

SAPO Blogs

.subscrever feeds