Quarta-feira, 10 de Junho de 2009

MORRER

quando menos esperei soube que tinhas morrido, que tinhas querido morrer sozinho... não me avisaste de nada, simplesmente sumiste por um espaço de tempo um pouco mais prolongado e ao qual não dei muita importância pela estúpida rotina de nos querermos ver e não conseguirmos... mas também não avisaste a tua mãe ou o teu irmão... porquê?

porque me escreveste aquela maldita carta a pedir desculpa por morreres sem avisar mas que sabias que eu não estava bem e não me querias deitar mais abaixo... porquê?... na tua morte, essa maldita carta, desse teu amor tão pleno, magoa tanto...tanto... que a rasguei imediatamente na vã esperança de a apagar indelevelmente da minha triste memória, mas ela persiste... ela persiste dia-a-dia escondida em todos os falsos sorrisos, salta cá para fora quando me dão aqueles ataques de choro compulsivo, porque te perdi lá para esse teu Deus que ainda não consegui ver (e sinceramente creio jamais o ver, eterna descrente pecadora), esse teu céu...tão longe desta terra onde só te encontro numa regular campa, branca como todas (sem os teus traços de alegria, de festa, de felicidade)... aquela campa não tem nada teu, a não ser o teu nome tão completo, a tua idade tão certinha, uma fotografia em que só vejo o teu sorriso... esse teu sorriso que tanto me fez rir... esse teu lindo lindo lindo lindo lindo lindo sorriso, alexandre... essa campa onde quem te ama te vai ver, te vai falar e até ralhar contigo...

porque raio quiseste passar pela quimio e radio sozinho, porque não me deixaste ficar ao teu lado até ao último suspiro, eu aguentava, tu sabias que eu aguentava.... tu sabias eu sei que tu sabias... porque raio, tenho de perder tudo o que amo, porquê.... porque raio dói tanto e não consigo sarar o raio destas feridas, porquê...

decididamente sou muito "patô" como diz o meu irmão... decididamente, só pode ser não é...

 


publicado por uriel_arcanjo às 17:27
link do post | comentar | favorito

APRENDER

QUERO APRENDER A PERDER-TE, SEM TE QUERER ROUBAR DA MORTE, SEM TE ROUBAR DE TI...

QUERO APRENDER A PERDER-TE...


publicado por uriel_arcanjo às 15:35
link do post | comentar | favorito

MORRER

MORRER É A ÚNICA CERTEZA QUE TEMOS NA VIDA, MAS INFELIZMENTE ELA CONSEGUE APANHAR-NOS DE SURPRESA... E É SEMPRE SURPRESA DESAGRADÁVEL...

FUI À GUARDA PARA TE VER AINDA EM VIDA, SENTI QUE DE FACTO TU JÁ NÃO ERAS O MEU AVÔ, TU PODIAS TER O MESMO NOME DE DEUS, OS MESMOS ANOS A PESAREM-TE TONELADAS, PODIAS ATÉ MORAR E REPRESENTAR O MEU AVÔ NO ESPAÇO E TEMPO, MAS TU JÁ NÃO ERAS O MEU AVÔ... O MEU AVÔ NUNCA TEVE FRIO, O MEU AVÔ NUNCA FICOU NA CAMA POR NADA, O MEU AVÔ SEMPRE FOI VIDA DE VIDA E VIDA PARA VIDA... TU JÁ NÃO ERAS O MEU AVÔ...

 

NESTE MOMENTO NÃO CONSIGO E TAMBÉM JÁ NÃO QUERO IR À GUARDA, PARTE DA MINHA FORÇA TELÚRICA PARTIU CONTIGO, NÃO CONSIGO NEM QUERO VER-TE A DEFINHAR, PORQUE DEFINHAR NÃO É UMA LUTA PELA VIDA É UM ARRASTAR DE DOR NUMA RECUSA.... EM QUE SÓ NÓS SAÍMOS MAGOADOS E EU NÃO QUERO VER-TE MAGOADO...

 

DESCULPA AVÔ....

SE O NOME NÃO ME ACENTA COMO TU IMAGINASTE,

DESCULPA NUNCA TER SIDO A NETA DE SONHOS,

DESCULPA SER A PESSOA QUE ME FIZ, TÃO LONGE DE TI,

DESCULPA AS TATOOS,

DESCULPA TODOS OS ERROS

DESCULPA...

 

 

AMO-TE


publicado por uriel_arcanjo às 15:26
link do post | comentar | favorito

...

MAIS UM ANJO NO CÉU, UM ANJO COM NOME DE DEUS...

MAIS UM ANJO NO MEU CÉU,

UM ANJO EM DOR PARA GANHAR ASAS...

UM ANJO  A NASCER NO MEU CÉU


publicado por uriel_arcanjo às 15:24
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 4 de Junho de 2009

QUERIA SER TÃO FORTE, E NÃO CONSIGO

QUERIA SER TÃO FORTE PARA NUNCA SENTIR, PARA NUNCA CHORAR, PARA NUNCA MORRER EM VIDA... COMO MORRO

 

QUERIA SER TÃO FORTE, COMO TU ERAS, COM ESSE SORRISO, SEMPRE A SORRIR... SEMPRE SEMPRE SEMPRE A SORRIR...

 

QUERIA OLHAR-TE NO CÉU, OU ACEITAR A TUA CAMPA SEM DOER, MAS DÓI... DÓI TANTO... EU TENTO SEGUIR EM FRENTE, MAS PARECE QUE TUDO AVANÇA E EU FICO AQUI ESTAGNADA, MORTA NA TUA MORTE...

 

POR-FAVOR, DÁ-ME UM POUQUINHO DESSA TUA FORÇA.... POR FAVOR ALEXANDRE, AMA-ME SÓ MAIS UM POUQUINHO NEM QUE SEJA LÁ DESSE TEU CÉU OU DESSA TUA CAMPA, MAS POR FAVOR NÃO ME DEIXES....


publicado por uriel_arcanjo às 15:32
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 2 seguidores

.pesquisar

 

.Abril 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. dias

. GOOD BYE

. GOING ON

. ...

. ...

. ...

. LIMBO_DARK ANGEL

. RETRATO FERNANDO PESSOA

. PERSPECTIVAS

. LUAR

.arquivos

. Abril 2011

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

.tags

. todas as tags

.favoritos

. Entre canibais

. my little sweet love

.participar

. participe neste blog

SAPO Blogs

.subscrever feeds