Domingo, 30 de Novembro de 2008

MORRESTE SOZINHO

PORQUE QUISESTE MORRER SOZINHO....

PORQUE NÃO ME DEIXASTE ESTAR CONTIGO, PERDER-TE E PERDER-ME CONTIGO...

PORQUE QUISESTE MORRER SOZINHO, PORQUE NÃO ME DEIXASTE FICAR AO TEU LADO... PORQUE NÃO ME DEIXASTE FICAR-TE A OUVIR ATÉ AO ÚLTIMO SUSPIRO....

PORQUE QUISESTE MORRER SOZINHO... PORQUE NÃO PUDE FICAR CONTIGO... PORQUÊ...

PORQUE AGORA DÓI-ME MUITO MAIS, MAIS, MAIS... POR SENTIR PERDER-TE UMA E DUAS DUAS E MAIS MAIS E MAIS VEZES, INFINITAMENTE A PERDER-TE...

PORQUE NÃO ME DEIXASTE FICAR AO TEU LADO...

PORQUE É QUE AGORA SOU EU SÓ E SÓ... DE MIM PARA MIM... PARA NUNCA MAIS TE VER...

 

 

POR-FAVOR... NÃO ME ABANDONES MESMO E PARA SEMPRE... POR-FAVOR FAZ COM QUE HAJAM MAIS VIDAS PARA ME CRUZAR DE NOVO CONTIGO...

POR-FAVOR... NÃO ME ABANDONES POR COMPLETO

 

 

M.A.F.A


publicado por uriel_arcanjo às 18:54
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 28 de Novembro de 2008

A tua morte

Porque é que esqueci a tua voz?...

eu sei o tempo passa,sempre,mesmo quando não parece e mesmo quando teima em ser muito lento...e sei a memória é falível e vulnerável...mas porque é que esqueci a tua voz se me lembro das frases,das conversas,das histórias...

revejo-nos...

prefiro desligar a televisão e a música,ir para o quarto e rever-nos...eu vejo-te,tu falas mas eu não oiço...

e choro porque ainda te vejo,cabelo preto encaracolado,olhos pretos,óculos de sol mesmo à chuva,a tua barba de 3dias e o teu sorriso,sempre o teu sorriso (sabes que em cada sorriso tento achar um pouco de tudo o que amei em ti...e já me magoei tanto por isso...porque é perder-te novamente...perder-te em cada sorriso que não é o teu,nem nunca será...é perder-te dia-a-dia...todos os dias ir-te perdendo).

 

Só hoje pedi que alguém fosse comigo ao cemitério,

hoje com 3rosas,

estúpidas rosas na mão para ti

(branca,vermelha,preta),branca de paz que quero para ti e para mim,porque perder-te fez-me perder um pouco de mim,da minha paz...apetece-me pôr tudo para trás e ser bruta e fria e seguir em frente sem sequer olhar para trás,mas não consigo,entendes?;

vermelha de amor,só de amor,prefiro não destruir a palavra...amor...e uma preta daquelas que odiavas pela minha tara pelo preto e porque não era natural...mas preta de dor,como toda a gente diz a cor de luto,mas tu sabes o preto é para quando estou feliz...e como vês desde a tua morte metafísica a física nunca me vesti de preto quando pensei em ti,quando te fiz o luto...nunca o preto pela tua morte,nunca o preto,nem hoje outra vez (segunda vez) aqui na tua campa...

e não vim sozinha porque estou farta de aguentar esta dor sozinha...e na esperança de que dizer a alguém "vem comigo à campa do alexandre" me faça admitir,interiorizar...aceitar que morreste...porque sozinha não estou a conseguir a ultrapassar isto,estou maluca percebes?...

acho que já não devia doer-me tanto mas dói...e não deixo ninguém saber,ver e muito menos ajudar-me com esta ferida...sabes que eu nunca fui fácil,sabes que por mais que quisesse um abraço nunca o tinha...aprendi a acreditar,a reconhecer que o amor existe...aprendi a abraçar...contigo...e perdi-te...e desaprendi tudo...

e estou de novo sozinha...e não consigo...

Já não sei se dói mais porque te perdi também em vida...saber que não te via,não te ouvia,não te falava e já não te devia amar..mas sabia que existias longe,muito longe da moniquita (lembras-te?), eu não chorei,queria mostrar que era forte apesar de te amar e de contigo me levares (tudo de bom que contigo descobri ter em mim para dar).

Mas espero que me oiças...não te disse adeus mas fui espreitar-te quando saías da minha vida,para sempre...e eu não sabia...e fui-me embora a olhar o céu a sorrir e a chorar...mas a sorrir...

Mas depois ainda te perdi da vida,sem saber bem quando,como e porquê...foi perder-te em definitivo mas não por completo...compreendes?é que hoje ainda te consigo ver mas já não me lembro da tua voz...será que a tua imagem também se apagará?será que ainda te vou perder mais e mais...

E eu não aguento,não aguento,sim estou fraca,e não aguento...

por isso pedi que hoje viessem comigo...

pedi que viessem,que soubessem da tua morte...para não ser a única a perder-te...e curiosamente perguntam-me porque não tinha dito nada e há quanto tempo sabia...e que agora entendiam em parte a minha tristeza...mas não compreendem...só a ti mostrei todos os meus segredos...e com o tempo tenho perdido tudo o que mais amo,mas fui persistindo por ti,pela memória da lição que me ensinaste......mas quero  agora não consigo...não aguento...fazes-me falta como no livro...é por isso que te escrevo...e que na campa falo para o teu mármore...preciso que no mínimo me oiças...e que não me abandones...

 

Eu só quero arrumar-te em mim,

mas não te quero esquecer como esqueci a tua voz...

esqueci a tua voz...

abraça-me mesmo que num sonho meu...

por-favor mostra-me que acreditas em mim (que apesar de morto és o único que acredita em mim...e que gostas de mim um pouquinho que seja)...

por-favor não me abandones de todo...

 

m.a.f.a (27 Novembro2008)

 


publicado por uriel_arcanjo às 15:50
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 21 de Novembro de 2008

NUNCA PEDI AJUDA

Nunca pedi ajuda talvez por medo de quebrar os fícticios planos de fortaleza em que me projectaste, já que de um aborto sobrevivi,e se num parto sufocante à última hora chorei gritei abri os pulmões ao mundo e do violeta fui claReando para encarnado e o rosa... hoje, socialmente jovem adulta, precisao mesmo da tua ajuda, preciso que o tempo volte para trás e tenha um pai que brinque, uma mãe que me dê uma prenda... uns pais que vão à escola... que se preocupam...

Hoje levei uma bofetada, gritos e uma porta fechada na minha cara... fui o vosso erro, sempre que acertei errei-vos, sempre que errei errei-vos ainda mais... hoje que vos pedi ajud é que vi sem o doce imaginar de criança, NUNCA VOS FUI NADA SENÃO O ETERNO ERRO DE UMA NOITE...

 

 

M.A.F.A


publicado por uriel_arcanjo às 22:38
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Segunda-feira, 3 de Novembro de 2008

.

Sei que morreste mas não entendo a tua morte

Sei que antes de Partires já tinhas partido, mas como ontem ainda te esperava... hoje ainda te revejo a abrir a porta e a entrar

Sei que não te esqueço como não se esquece nunca quem se ama, mas quero esquecer a tua campa

branca

limpa

mas sem ti

hoje quero esquecer-me de te chorar

hoje quero sorrir-te

quando ao fim do dia puder olhar para o céu

quero sorrir-te para sempre...

 

 

 

m.a.f.a 

música: rufus wainwright

publicado por uriel_arcanjo às 14:38
link do post | comentar | favorito

HOJE

HOJE FAZ UM ANO QUE MORRESTE

UM ANO QUE NASCESTE NA MINHA MEMÓRIA

HOJE FAZ UM ANO EM QUE POR MUITOS ANOS NÃO TE VI

...E HOJE NÃO TE VEJO...

 

HOJE FAZES MAIS UM ANO,

EM MIM,

PARA SEMPRE

 

 

M.A.F.A


publicado por uriel_arcanjo às 14:36
link do post | comentar | favorito
Domingo, 2 de Novembro de 2008

não chores por mim

Quando te disse para não chorares por mim, é porque não te quero ver a chorar por mim... não temas tanto os meus erros, que com os meus erros aprenderei (mesmo que não entenda de imediato o valor da sua lição)... não chores pelas minhas quedas, chora-me apenas quando as forças me faltarem para me reerguer, porque aí sim estou a desistir, estou a morrer de mim para mim...

não chores por mim, não te quero ver a chorar NUNCA... e muito menos por mim...

 

 

(obrigado pelo mais pequeno amor que me tenhas... mas não chores por mim...ontem chorei, mas hoje já aqui estou de novo... a sorrir)

 

m.a.f.a 


publicado por uriel_arcanjo às 14:53
link do post | comentar | favorito

sou

sou

uma cara

um corpo

um ser.

fui

o sonho de alguém.

serei

eternamente criança

lutadora pelo meu sorriso...

 

quero ser eu

ontem, hoje e amanhã....

 

m.a.f.a


publicado por uriel_arcanjo às 14:51
link do post | comentar | favorito

...

Quis ser um dos teus sonhos... mas nos teus sonhos cabem mil mundos mil céus e mil infernos...e eu ora grande demais para caber nos teus sonhos, ora pequena demais para ser descoberta nesse Teu universo...

Quis que soubesses que não é por não estar nos teus sonhos que não existo, quis pedir-te apenas uma oportunidade para que acreditasses em mim...e para que me rabiscasses mesmo que grosseiramente nesse teu universo...

... mas ora sou a menina atinadinha, que não queres... ora sou a doida que não apanhas...

mas mesmo fora do teu mundo eu estou aqui, eu existo... se quiseres olhar para mim... eu aceito... mas aceita tu também o meu mundo pequeno, pacato, simples... numa pequena felicidade, que talvez seja a única a que tenhamos acesso enquanto pequenos e miseráveis humanos...

 

m.a.f.a


publicado por uriel_arcanjo às 14:42
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 2 seguidores

.pesquisar

 

.Abril 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. dias

. GOOD BYE

. GOING ON

. ...

. ...

. ...

. LIMBO_DARK ANGEL

. RETRATO FERNANDO PESSOA

. PERSPECTIVAS

. LUAR

.arquivos

. Abril 2011

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

.tags

. todas as tags

.favoritos

. Entre canibais

. my little sweet love

.participar

. participe neste blog

SAPO Blogs

.subscrever feeds