Terça-feira, 30 de Janeiro de 2007

em fervor

Em fervor da vida, grito silenciosamente para me sentir a explodir em mil, sem sangrar, sem doer.... sem que ninguém veja.... sem que ninguém oiça.... apenas eu sinta a cabeça a doer de tantos gritos (sufocados... para que o mundo continue sem me ver)...

Em fervor da vida, choro... porque uma dor vem de mansinho e o coração aperta-se, as memórias despontam.... e o choroso peito abre-se em mil lágrimas de cristal... são lágrimas, sim... mas não lágrimas de dor.... são lágrimas de vida, porque toda a dor me fez ser quem sou... sem medos de me ver ao espelho, sem medo de ouvir a minha voz (mesmo que a fraquejar)... sem medos de ser....

Mónica António


publicado por uriel_arcanjo às 12:23
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 10 de Janeiro de 2007

PASSADO

ONDE ESTÁ O DOCE MUNDO DE MENINA

REPLETO DE VIDA....  

PARA ONDE FOI?

...ONDE FORAM TODOS?...

ONDE SE ESCONDEM....

JÁ NÃO OUÇO RISADAS,

JÁ NÃO VEJO BRINQUEDOS PERDIDOS PELO CHÃO...

JÁ NÃO TENHO COLO, ONDE ADORMECER...

JÁ NÃO HÁ ROSTOS, MARCADOS DE EXPRESSÃO...

JÁ NÃO... 

ONDE ESTÁ O DOCE MUNDO DE MENINA?....

mónica alexandra fonseca antónio


publicado por uriel_arcanjo às 11:05
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

ENCONTREI-ME...

Encontrei-me neste mundo certo dia, que não sei qual foi, e até ali, desde que evidentemente nascera, tinha vivido sem sentir. Se perguntei onde estava, todos me enganaram, e todos de contradiziam. Se pedi que me dissessem o que faria, todos me falaram falso, e cada um me disse uma coisa sua. Se, de não saber, parei no caminho, todos pasmaram que eu não seguisse para onde ninguém sabia o que estava, ou não voltasse para trás - eu, que desperto na encruzilhada, não sabia de onde viera. Vi que estava em cena e não sabia o papel que os outros diziam logo, sem o saberem também. Vi que estava vestido de pajem, e não me deram a rainha, culpando-me de a não ter. Vi que tinha nas mãos a mensagem que entregar, e quando lhes disse que o papel estava branco, riram-se de mim.

E ainda não sei se riram porque todos os papéis estão brancos, ou porque todas as mensagens se adivinham.

In "Livro do Desassossego" Bernardo Soares

(FERNANDO PESSOA)


publicado por uriel_arcanjo às 10:36
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 2 seguidores

.pesquisar

 

.Abril 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. dias

. GOOD BYE

. GOING ON

. ...

. ...

. ...

. LIMBO_DARK ANGEL

. RETRATO FERNANDO PESSOA

. PERSPECTIVAS

. LUAR

.arquivos

. Abril 2011

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

.tags

. todas as tags

.favoritos

. Entre canibais

. my little sweet love

.participar

. participe neste blog

SAPO Blogs

.subscrever feeds